Páginas

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

JORNAL MURAL NA ESCOLA

" O JORNAL É A VERDADEIRA FORMA DE REPÚBLICA DO PENSAMENTO. É A LOCOMOTIVA INTELECTUAL EM VIAGEM PARA MUNDOS DESCONHECIDOS, É A LITERATURA COMUM, UNIVERSAL, DEMOCRÁTICA, REPRODUZIDA TODOS OS DIAS, LEVANDO EM SI A FRESCURA DAS IDEIAS E O JOGO DAS CONVICÇÕES"
                                                                                                       
                                                                                                           Machado de Assis

           Registro fotográfico do Jornal Escolar, construído pelos alunos do 5° Ano "A" da Escola Estadual Zuza Januário, com o objetivo de informar, atualizar e comunicar informações a todos que fazem parte da Escola e da comunidade.
           O nome do Jornal foi escolhido pelos próprios alunos que redigiram os assuntos dentro de cada seção sugerida pela Professora Marlete.
           Com a construção do Jornal Escolar, culmina-se a realização das oficinas do Projeto Mediadores de Leitura no ano de 2010 - Leitura e Escrita: percorrendo os caminhos do letramento / "Lugar de ler jornal é na sala de aula".
           Pode-se afirmar que a elaboração dessa tarefa abriu espaços para os estudantes ampliarem a capacidade de escrever, desenhar, desenvolver o espírito de trabalho em equipe, tão necessário em uma sociedade.











PROFESSORA MARLETE E A COORDENADORA PEDAGÓGICA, MÉRCIA
COM A TURMA QUE ELABOROU O JORNAL MURAl







segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

REGISTRO FOTOGRÁFICO MEDIADORES DE LEITURA - SÉTIMA OFICINA - JORNAL - IMAGENS QUE FALAM (CHARGE)





Posted by Picasa

MEDIADORES DE LEITURA - SÉTIMA OFICINA - JORNAL - IMAGENS QUE FALAM (CHARGE)

No dia 19 de novembro  do ano em Curso, na Sala de aula do 5° Ano "A",  da Escola Estadual Zuza Januário, da professora Marlete, foi desenvolvida a sétima oficina  do Projeto Mediadores de Leitura sobre o uso do Jornal na Sala de Aula. A oficina tem como tema: IMAGENS QUE FALAM (charge).
 
OBJETIVOS:

 
  • Reconhecer a estrutura e os usos sociais da charge.
  • Estabelecer relações entre o texto verbal e as imagens presentes na charge.
  • Inferir a correlação que a charge geralmente apresenta com o contexto político-social do seu momento de produação.

Utilizou-se MATERIAIS como:

 
  • Cópias de charge
  • Jornais
  • Dicionários

  
Foi realizada a pré-leitura sobre charge através de questionamentos direcionados aos estudantes. Em seguida foram distribuídas cópias da charge acima  e realizada a leitura do texto verbal, observando a imagem.
 
Por fim foi aplicado o questionário abaixo:
  • Qual o tema da charge?
  • Como se apresenta o cenário?
  • O que as expressões faciais dos personagens demonstram?
  • Que relação hã entre a imagem e o texto verbal?
  • Mediante a manifestação da árvore sobre a necessidade de salvar a natureza, por que o índio diz: "e a nós também!"
  • O que vocês acharam da charge?
  • Como se estrutura essa charge?

terça-feira, 16 de novembro de 2010

PROCESSO DEMOCRÁTICO PARA ESCOLHA DE DIRETOR E VICE-DIRETOR DA ESCOLA ESTADUAL ZUZA JANUÁRIO

          No dia 23 de setembro do ano em curso, a Presidente do Conselho Escolar, Professora Marcilene de Azevedo Medeiros, publicou o Edital de Convocação para realização de Assembleia Geral Extraordinária para constituição da Comissão Eleitoral Escolar da Escola Estadual Zuza Januário, no município de Caicó, Estado do Rio Grande do Norte.
            A Presidente do Conselho Escolar, nos termos da Lei n° 290/2005, fixou o Edital, convocando a comunidade escolar, composta por educadores, servidores, pais ou responsáveis e alunos para realização da Assembleia Geral Extraordinária que realizou-se às 15 horas do dia 29 de setembro de 2010, em 1ª convocação na sede da Escola, com a finalidade de deliberarem sobre a escolha dos representantes dos segmentos que iriam compor o Colégio Eleitoral, a fim de constituirem a Comissão Eleitoral  Escolar, para posterior escolha de Diretor e Vice-Diretor da referida Escola.
          No dia 07 de outubro desse ano, foi registrada na 10ª DIRED, junto a Comissão Central de Eleição Direta para Gestores,  a Chapa Única, composta por GELVÂNIA MEDEIROS DE ARAÚJO no cargo de Diretora, ODETE DOS SANTOS MAIA, no cargo de Vice-Diretora, NERIVAM VIANA DA COSTA, no cargo de Coordenador Pedagógico.
          Chapa eleita no dia 12 de novembro de 2010, com 91% dos votos válidos.

REGISTRO FOTOGRÁFICO DO DIA DA ELEIÇÃO


GELVÂNIA

ODETE

PROFESSOR JONAS - SECRETÁRIO DA COMISSÃO ELEITORAL 
GELVÂNIA E ODETE - DIRETORA E VICE-DIRETORA ELEITAS

ELZA E SANDRA - MESÁRIAS

ALUNO EXERCENDO O SEU DIREITO DE CIDADÃO




MÃE DE ALUNO

PROFESSORA LUCIANA
PRESIDENTE DA COMISSÃO ELEITORAL

 




quarta-feira, 10 de novembro de 2010

PROJETO: ARTE E LITERATURA NO FOLCLORE DE CÂMARA CASCUDO - Temática: um encontro com Câmara Cascudo

REGISTRO FOTOGRÁFICO DA CULMINÂNCIA DO PROJETO -  NA FEIRA DO LIVRO







PROFESSORA LIEGE
Colaboradora no desenvolvimento do Projeto



PROFESSOR JONAS LINHARES
Colaborador




PROFESSORA GEANNY
Coordenadora do projeto acompanhada
por alguns alunos da Escola



terça-feira, 9 de novembro de 2010

PROJETO: ARTE E LITERATURA NO FOLCLORE DE CÂMARA CASCUDO - Temática: um encontro com Câmara Cascudo

1 IDENTIFICAÇÃO

• PROJETO: Arte e literatura no folclore de Câmara Cascudo
• TEMÁTICA: um encontro com Câmara Cascudo
• NÍVEL DE ENSINO: 4º ao 7º Anos do Ensino Fundamental
• ÁREA DE CONHECIMENTO: Língua Portuguesa, História e Ensino da Arte.
• TURNOS: matutino e vespertino.
• PERÍODO: Durante o mês de outubro de 2010.
• PROFESSORA DA TV-ESCOLA: Geanny Medeiros de Araújo
• PROFESSORES COLABORADORES:
Geane
Gelvânia Medeiros de Araújo
Jonas Linhares
Liêge,
EQUIPE GESTORA:
Ubirajara
Nerivan Viana da Costa
SUPERVISORES:
Maria de Fátima de Amorim,
Mércia Maria Lourenço Mariz
Nerivam Viana da Costa


2 JUSTIFICATIVA

         São muitas as representações humanas sobre o mundo. Desde o início dos tempos, tão longe que não sabemos até hoje o marco, o homem se debruça sobre o que vive, o que vê e extrai do olhar e da vivência inúmeras manifestações artísticas e culturais.
         O folclore, em especial as lendas, é a forma primeira de leitura que a comunidade humana, de todas as épocas e lugares, usou para representar na Cultura seu contato com outras comunidades e com a Natureza. Definharia o homem sem cultura, sem comunicação de suas vivências. Sem o folclore que chegou até nós, como registro de civilizações já extintas ou em vias de extinção, sobraríamos sem memória. Memória desperdiçada no túnel do tempo. Toda uma leitura sem registro de palavra escrita, gravada, filmada.
         Divulgar o trabalho do folclorista Brasileiro Câmara Cascudo, permite às novas gerações compreender o movimento do homem no tempo e no espaço e, através dessa compreensão, avaliar o que foi perdido, o que foi ganho, o que foi incorporado.
        Oferecer o acesso às várias manifestações e linguagens é o objetivo deste projeto. Este acesso socializado na biblioteca, na sala de vídeo e na escola permite despertar o gosto e o prazer pela leitura, pelas imagens e incentivo a novas criações artísticas além de possibilitar uma compreensão mais ampla das representações, seu espaço na História e na Cultura.
        É possível encontrar heranças folclóricas por toda a parte, nos outdoor, nos desenhos animados, nos filmes de Indiana Jones, na vida. Os exemplos são infindáveis. Confinar o folclore a um dia por ano de comemorações entediastes e obrigatórias, transforma herança em peso morto, cultura em arquivo mumificado e perpetua entre os jovens a ilusão de que tudo nasceu agora. Folclore é leitura, cultura, memória.

3 OBJETIVOS
• Identificar a vida e obras de Câmara Cascudo;
• Conhecer as lendas populares do escritor, apreciando a leitura feita pela professora;
• Compreender, registrar e interpretar as características da lenda popular; 
  Adquirir o hábito e gosto em ler e ouvir lendas populares;
• Envolver os educadores da escola no projeto.


4 RECURSOS METODOLÓGICOS
• Vídeo: vida e obra de Câmara Cascuda;
• Lendas (Região Nordeste) ;
• Gravuras ampliadas;
• Internet.


5 ESTRATÉGIAS METODOLOGIAS

ATIVIDADE 1 – Um encontro com Câmara Cascudo
1º momento: exibição do documentário sobre Câmara Cascudo.
2º momento: A professora Geanny do Ensino da arte ( turmas do 7º ano) e a professora do Programa Mais Educação -Liege ( turmas do 4º 5º 6º e 7º) iniciaram a aula levando para roda o livro: LENDAS BRASILEIRAS , de autoria de Luís da Câmara Cascudo.;ilustrações:Claudia Scatamacchia. Editora:global.
       As Lendas trabalhadas na sala de aula serão da Região Nordeste : A cidade encantada de Jericoacoara; A morte do Zumbi; A serpente emplumada da Lapa; As mangas de jasmim de Itamaracá; Carro Caído; O sonho de Paraguaçu;Senhor do corpo Santo
3º momento: A professora do Programa Mais Educação, Geanne prosseguiu a aula apresentando para turma alguns dados biográficos e imagens de Câmara Cascudo. Atividade será realizada na sala de informática como trabalho de pesquisa: fonte (http://www.memoriaviva.com.br/cascudo/ clicar nos links vida e foto).
4º momento: Em seguida, a professora lê para turma o sumário do livro e propõe uma seleção das lendas que serão lidas e fixadas no mural com imagens de Câmara Cascudas e materiais com alguns dados biográficos do folclorista. Esse local será denominado “Cantinho das Lendas ”.
5º momento: A professora de letramento, fará a leitura da lenda ;enquanto a professora Geanny divide a classe em grupos e cada grupo trabalha a sua lenda e apresenta em forma de seminário.

ATIVIDADE 2– Escrevendo e ilustrando as lendas populares
1º momento: Concluída a leitura de todas as lendas selecionadas, as professoras organizam com os alunos em grupos para reescreverem as lendas;
2º momento: A professora orienta aos alunos acerca das informações que devem ser registradas no texto,após concluir a reescrita, a professora solicita que leiam o que escreveram.
3º momento: Após a conclusão da reescrita o grupo produz uma ilustração para o sua lendas;
4º momento: Coordenado e orientado por Jonas Linhares e Geanny serão realizadas a Confecções dos cartazes (com colagem) , murais contendo imagem , caricatura e biografia do escritor Câmara Cascudo , rescrita e desenhos das lendas e amostra de alguns objetos de uso pessoal como:chapéu, charuto, rede...


6 CULMINÂNCIA DO PROJETO
       A apresentação da amostra dos trabalhos em homenagem a CAMÂRA CASCUDO , serão exibidos no SESC/RN, Na Feira de Livros, este ano com o tema “A NARRATIVA DAS NOSSAS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS.”

7 AVALIAÇÃO
       A avaliação será realizada durante o transcorrer das aulas, observando a participação evolução na aprendizagem dos alunos durante o desenvolvimento das atividades e na execução dos desenhos , colagens, pinturas das lendas, bem como na socialização e apresentações de suas produções no evento no SESC.

REGISTRO FOTOGRÁFICO DA SEXTA OFICINA DO PROJETO MEDIADORES DE LEITURA - Tema: F U T U R O L O G I A








Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...